Fundação Oncocentro de São Paulo – FOSP

A FOSP é uma instituição pública vinculada à Secretaria da Saúde do Governo do Estado de São Paulo, criada em 1974 com a proposta de incentivar a pesquisa, o ensino e a assistência em oncologia, estimulando as atividades de prevenção e detecção precoce do câncer. Posteriormente, com a Lei Estadual 5274, de 02/09/1986, quando passa efetivamente a ser denominada Fundação Oncocentro de São Paulo, a FOSP, por meio de um conjunto de ações, priorizou a prevenção e o controle do câncer de colo uterino e do câncer de mama. Essas atividades foram consolidadas pela Resolução da Secretaria de Estado da Saúde (SS – 27, de 28/02/2014), que incumbiu à FOSP pela coordenação das ações do Programa Estadual de Combate ao Câncer do Colo de Útero e de Mama. No âmbito desta responsabilidade, a FOSP executa atualmente a maior parcela dos exames de colpocitologia do sistema público de saúde do Estado de São Paulo. Desde os seus primórdios, foi estruturado na FOSP o serviço de reabilitação bucomaxilofacial para pacientes com sequelas de tumores de cabeça e pescoço, com relevante impacto social. Cabe ainda à FOSP a coordenação do Registro Hospitalar de Câncer do Estado de São Paulo, de acordo com a Resolução SS – 15, de 27/01/2000.

Juntamente com outras instituições, a FOSP integra o Comitê de Referência em Oncologia do Estado de São Paulo, que estabelece os critérios técnicos científicos que apoiam a Rede de Oncologia do Estado de São Paulo, bem como acompanha e assessora tecnicamente as políticas e diretrizes em câncer no âmbito da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo.

Além da estrutura administrativa e financeira, com diferentes setores, as atividades fim da FOSP em uma Equipe Técnica, ligada diretamente à Diretoria Técnico Científica, e três Diretorias Adjuntas: Informação e Epidemiologia, Laboratório e Reabilitação.

A Equipe Técnica da Diretoria Técnico Científica é encarregada da coordenação das ações do Programa Estadual de Combate ao Câncer do Colo de Útero e de Mama.

A principal atividade da Diretoria Adjunta de Informação e Epidemiologia é a coordenação e manutenção do Registro Hospitalar de Câncer de São Paulo (RHC/SP). Atualmente, 77 unidades geram registros hospitalares de câncer, que são consolidados, analisados e disponibilizados para obter inferências da extensão do câncer no Estado, avaliar a assistência prestada a pacientes oncológicos adultos e pediátricos, bem como para realizar pesquisas em câncer.

Os Laboratórios de Citologia e Anatomia Patológica vinculados à Diretoria Adjunta de Laboratório realizam exames para o Sistema Único de Saúde (SUS) do Estado de São Paulo, incluindo citologia cérvico-vaginal, anatomopatologia, imuno-histoquímica e biologia molecular.

A Diretoria Adjunta de Reabilitação é responsável pelo atendimento e elaboração de próteses para pacientes com sequelas por câncer de cabeça e pescoço, representando o maior e mais qualificado serviço de reabilitação bucomaxilofacial no Estado de São Paulo.